VANTAGENS DO SISTEMA COOK CHILL

fiogf49gjkf0d

Vantagens do sistema Cook Chill

Viemos hoje para falar sobre as vantagens do sistema cook chill. Iniciamos essa história falando em evolução, assim como todas as espécies que vem evoluindo incluindo a nossa, através dos tempos forçados pelas necessidades, de vencer as intempéries climáticas, catástrofes naturais, desenvolvemos novas tecnologias que se perpetuaram até o mundo contemporâneo participando conosco deste processo natural e contínuo de aperfeiçoamento.

A culinária está intrinsecamente ligada ao processo evolutivo, sendo o advento do manejo do solo e doma da terra o fator decisivo na construção de uma sociedade nuclear nos moldes familiar tal qual conhecemos, possibilitando com essa estabilidade o desenvolvimento de vários segmentos culturais incluindo a alimentação.

Podemos dizer que no decorrer dos tempos com todas as evoluções tecnológicas e a globalização, a nossa vida virou uma corrida contra o relógio. A maioria das pessoas não tem tempo para fazer seus próprios alimentos. Estamos vivendo em uma época de grande escassez de recurso naturais principalmente água potável, energia elétrica, petróleo, gás etc.

O sistema cook chill é um grande aliado para nos ajudar a eliminar todas essas dificuldades citadas por mim nesse pequeno texto.

Falamos agora sobre as vantagens do sistema cook chill e o que significa.

Vida útil, a grande vantagem, de um alimento perecível, com validade curta poderá ser preparado no sistema Cook Chill e aumentar sua validade por meses, economizando tempo. No sistema Cook Chill dependendo da quantidade e variedade das preparações, em um único dia, poderemos obter a produção de alimentos para vários meses. Com isso ganhamos tempo, não sendo necessário repetir todos os dias o mesmo trabalho, podendo investir em outras tarefas ou qualidade de vida que é deixada de lado cada vez mais, além de economizar energia elétrica, água e gás.

Produção centralizada com o sistema Cook Chill; as redes de restaurantes podem produzir a maioria das preparações em uma central e distribuir para as filiais, e assim facilitar o controle de estoque e produção. A padronização de todas as preparações, economizando recursos naturais, mão de obra, diminuindo riscos de acidentes de trabalho e minimizando o risco da contaminação alimentar.

O sistema Cook Chill é utilizado nas grandes mobilizações da FAB para atuações humanitárias como desastres aéreos, manobras e catástrofes naturais como por exemplo: o terremoto do Haiti, enchente em Santa Catarina, treinamentos para guerra em pontos de difícil acesso.

Com esse sistema evita-se a mobilização de muitos equipamentos e matéria prima para local de difícil acesso, onde não há água, energia ou gás. Mantendo o mesmo padrão de alimentação saudável, segura e saborosa.


Processos do sistema Cook chill:

Produção: a produção deverá ser feita de acordo com a receita, levando em conta as características de cada alimento. O pré preparo é feito normalmente, mas a cocção é um pouco diferente para algumas preparações.
Ex: Legumes cozidos na água fervendo ou no vapor, o tempo de cocção deve ser diminuído em 10% porque na regeneração essa cocção é completada.

Preparações a base de caldos como ensopados, feijoada, rabada, dobradinha, a quantidade de sal deve ser diminuída em 10% porque dependendo do tempo que o alimento fica congelado ele pode ficar salgado depois de regenerado.

Resfriamento: o resfriamento deverá ser rápido e imediato, para não correr risco contaminação e preservar os valores nutritivos do alimento.

Embalagem: a embalagem deverá ser feita a vácuo ou em recipientes adequados como GN’s, etiquetagem com informações essências como nome da preparação, peso, data de validade de acordo com a temperatura que for congelada.

Obs. deve ser retirada amostras de todas as preparações e feitas análise se necessário.

Congelamento: o congelamento deverá ser feito a -18 °C, lembrando que quanto menor a temperatura maior a validades do alimento.

Regeneração: a regeneração deverá ser feita no forno combinado. O processo é feito de acordo com as características do alimento, em torno de 40 min. a 70°c.

Obs. lembrando que algumas preparações com grandes quantidades de amido não podem ser regeneradas como: macarrão, polenta, angu, arroz branco, etc.

Exposição: a exposição deverá ser feita em um tempo próximo ao seu consumo em uma temperatura segura para preparações quentes.

Obs. Alimento regenerado não pode ser reutilizado.

 

David Eleutério
Chef Professor David Eleuterio tem mais de 24 anos de experiência no ramo da alimentação fora do lar. Formado pelo Senac de Aguas de São Pedro em 1988, com licenciatura plena em Pedagogia e MBA em Gerenciamento de Projetos PMI.
Com passagem em redes de Hotéis, Restaurantes e Empresa de serviço de bordo. Especialista na área de criação, foi professor na área de gastronomia em diversas matérias nas Instituições FMU, Estacio de Sá e Senac.
Consultor Senior na divisão FoodServices na empresa Nestlé do Brasil.
Tem na sua carteira de clientes, grupos como Porcão, Viena, Gula Gula entre outros. Trabalhou junto ao Consorcio do Jogos Mundiais Militares, desenvolvendo a conceituação dos serviços de alimentos dentro das vilas militares.

Gastronomix - Inovação e Resultado em Consultoria Gastronômica.
Tel.: (21) 8895-6155 / (11) 9 5363-1457
david@gastronomix.net.br
www.gastronomix.net.br

 

 Voltar        Envie para um amigo        Imprimir        Outras Dicas