Minichefs: Escola de gastronomia mirim propõe bom relacionamento entre crianças e alimentos

fiogf49gjkf0d

Por Glaucia Balbachan

Aprendizagem, envolvimento e diversão.

É apropriado dizer, que o conceito e a proposta da escola de gastronomia Minichefs são inspirador e sugestivo para a vida contemporânea.

Funcionando há dois anos no bairro da Vila Olímpia, a Minichefs começou com o argumento de montar um espaço de gastronomia voltado para o público infantil e teen das idades entre 04 a 16 anos. Hoje também é local de eventos que se associa à gastronomia e criança.

Além da proposta dos pequenos aprenderem a cozinhar e montar pratos, um dos pontos fortes da escola é melhorar a relação das crianças com a comida. Para isso, as ferramentas usadas são o lado lúdico e a estimulação a criatividade para a confecção dos pratos numa saborosa brincadeira.

O intuito não é só ampliar o cardápio dos pequenos, mas fazer com que os mesmos deixem possíveis preconceitos de produtos e trazer a tona o prazer de se alimentar, sabendo trabalhar em equipe e principalmente ter noções de desperdício de matéria-prima.

Pra aguçar os sentidos, aula sensorial com direto a venda nos olhos para maior envolvimento com legumes, frutas e tubérculos.

O quesito segurança é severo – gente pequena não chega perto dos fogões, apenas a chef e sua auxiliar durante a aula. A colorida cozinha fica no andar superior do sobrado, onde utensílios atraem olhos e mãozinhas dos alunos prodígio. Para os “minichefs” - receitas são elaboradas para forno de microondas e pratos frios, para que os pimpolhos possam reproduzir em casa.

O perfil da meninada que frequentam a escola de culinária são: crianças que tem problemas de alimentação e crianças que já enxergam um futuro na profissão. Segundo os sócios Andréa França e Bem-Hur Gonçalves a criança que não come começa a se permitir a querer provar o que normalmente não come em casa. “O aluno que não come de nada, ele vai começar a provar e gostar do que come na terceira aula. A interação e a forma de como é tratado o alimento faz com que esse aluno mais difícil se solte e comece a ter curiosidade e prazer”, comenta Andréa França.

As aulas são 100% práticas com itens teóricos sobre as origens dos pratos. Em duas horas de aula são feitos sempre dois pratos salgados, um doce e uma bebida. Pioneiro no conceito a escola de futuros chefs de cozinha oferecem também personal aulas a domicílio.

Serviço
Minichefs – Escola de gastronomia infantil
Rua das Fiandeiras, 828 – Vila Olímpia /SP
Tel: (11) 3582-6088
www.minichefs.com.br
Fotos: Divulgação

 

Glaucia Balbachan
Jornalista e pesquisadora na arte do “bem comer”, pós-graduada em jornalismo gastronômico pela FAAP/ SP. Com espírito inquieto e de “disciplina Escoffiana”, ela não para nunca! Está sempre nos cafés, bares, restaurantes, bistrôs, pubs e confeitarias da cidade, para conferir e experimentar novos sabores, descobrir novas composições e pratos clássicos com apresentação repaginada. Tudo isso para contar um pouco do que acontece no universo gastronômico de São Paulo.
glauciabalbachan@uol.com.br

 

 Voltar        Envie para um amigo        Imprimir        Outras Dicas