8 dicas de ouro para economizar recursos e evitar desperdícios no seu restaurante

1-CONTROLE MELHOR A SUA EMPRESA

Analise a aquisição de um bom software de gestão.
Implante controles financeiros, para que possa registrar no mínimo os seguintes itens: volume de vendas item a item, número de clientes atendidos por período, quantidade produzida ou adquirida de cada item do cardápio, volume de compra de cada matéria-prima e valores, controle de estoque, custo real dos itens do cardápio, custos com transporte/entrega, despesas fixas e variáveis.
Separe as contas pessoais das contas da empresa.

2-ANALISE AS INFORMAÇÕES

Após a obtenção das informações sobre a situação atual da empresa, é necessário analisá-las e monitorá-las com frequência. Para isso, elabore relatórios e planilhas para agrupar resultados e facilitar esta análise.
No aspecto financeiro, elabore um Demonstrativo de Resultado do Exercício – DRE, para agrupar as informações por período desejado.

3-AVALIE O ALUGUEL DO PONTO

Converse com a imobiliária ou proprietário, pondere a atual situação do mercado e tente reduzir ou evitar o reajuste do aluguel.
Se não for possível, analise uma possível mudança de ponto, ou redução do tamanho do ponto atual.

4-NEGOCIE COM AS OPERADORAS DE CARTÃO

Negocie muito! Há novas operadoras atuando no mercado e oferecendo taxas mais atraentes e aluguéis de máquinas de cartão mais baratos. Analise se está pagando o melhor valor/taxa possível. Evite os chamados “adiantamentos de recebíveis”, quando o banco credita antecipadamente os valores a receber das vendas a crédito, e cobra altas taxas de juros. Muitas vezes os bancos fazem automaticamente esse adiantamento, fique atento!

5-APRIMORE A GESTÃO DE PESSOAS

Elabore a descrição de cada cargo.
Detalhe a atribuição de tarefas diárias de cada colaborador.
Analise a produtividade de cada colaborador.
Esteja atento a novas tecnologias e equipamentos que possam reduzir o quadro de colaboradores ou aumentar a produtividade.
Elimine horas extras. Analise a possibilidade de contratação de novos colaboradores, caso a realização de horas extras do quadro atual de colaboradores seja frequente.

6-OTIMIZE COMPRAS E IMPLANTE PROCESSOS

Negocie com fornecedores, busque novos parceiros, acompanhe os preços do mercado. Esteja aberto a novas propostas e testes de produtos.
Compre por volume – itens muito utilizados geralmente têm um volume mensal de compra alto. Negocie com seu fornecedor considerando o volume mensal de compra. Por exemplo: Um restaurante compra 50kg de contrafilé por semana, totalizando 200kg/mês. A negociação com fornecedores deve ser feita considerando o volume mensal, visando obter melhores preços. Cinquenta centavos de desconto obtidos por quilo, podem parecer pouco, mas ao final do mês representariam cem reais economizados, em um único produto.
Busque substitutos/similares com o mesmo nível de qualidade.
Controle os processos – busque trabalhar com estoque enxuto, analise possíveis desperdícios nos processos de entrega, armazenamento, produção e exposição dos produtos.

7-OBSERVE AS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

Troque as fiações elétricas em mal estado.
Elimine multiplicadores de tomadas (benjamins), aumente o número de tomadas disponíveis. – Utilize lâmpadas de led.
Afaste freezeres e geladeiras 10 centímetros da parede, para possibilitar um melhor funcionamento dos motores.

8-INFORME-SE SOBRE AS NOVAS LEGISLAÇÕES DO SETOR

Esteja sempre informado sobre novas leis tributárias e trabalhistas.
Contrate um contador de confiança, e converse frequentemente com ele sobre as melhores opções de enquadramento fiscal para a atual situação da empresa.

Fonte: www.goomer.com.br

 Voltar        Envie para um amigo        Imprimir        Outras novidades