Vinícola brasileira nova no pedaço – Almaúnica, inaugurada em maio de 2010

por migracao

Vinícola brasileira nova no pedaço – Almaúnica, inaugurada em maio de 2010


A Almaúnica, do enólogo Márcio Brandelli (ex-Dom Laurindo), já vem chamando atenção pela qualidade dos produtos e beleza de suas instalações. Seu Cabernet Sauvignon foi eleito como o melhor da variedade no Brasil durante a ultima Avaliacao Nacional de Vinhos. Olha, o rapaz tem elegância mesmo. O espumante não fica atrás.


Na última Avaliação Nacional de Vinhos, realizada em setembro pela Associação Brasileira de Enologia, a empresa teve o seu Cabernet Sauvignon eleito como o melhor da variedade, figurando entre os 16 mais representativos da safra brasileira 2010. E olha que vinhos da casta Cabernet foi o que teve mais amostras inscritas (42).


Cabernet Sauvignon Almaúnica
Ele chega de mansinho, mas não vai embora logo. Gruda na boca, muito persistente.  De cor vermelho rubi com reflexos violáceos e médio corpo, enquanto que o Novo Mundo é bem chegado a cores escuras. O povo quer beber sangue!
No nariz, notas elegantes de jabuticaba, amora, especiarias e coco queimado.
Ele não apresenta aquela explosão de aromas nem as notas frutadas tão características.


RESERVA CABERNET SAUVIGNON SAFRA 2010
Avaliação Nacional de Vinhos
| 18ª Edição | Safra 2010

Consagrado entre os 16 vinhos mais representativos.

Coloração intensa, vermelho rubi com tons violáceos. O aroma é intenso, elegante, com notas de cereja, framboesa, jabuticaba, amora e especiarias -baunilha, coco queimado, caramelo, cravo-da-índia; algo em manteiga. O paladar é equilibrado, acentuando-se notas de especiarias e chocolate; tem excelente corpo e estrutura. Apresenta-se potente de sabor/álcool, com taninos maduros e intensos. Média-alta persistência no retrogosto.


Degustadora: Sra.Maria Isabel Mijares – Doutora em enologia – Espanha


Descrição sensorial: Coloração intensa, vermelho rubi com tons vioáceos. O aroma é intenso, elegante, com notas de cereja, framboesa, jabuticaba, amora e especiarias-baunilha, coco queimado, caramelo,c ravo-da-índia; algo em manteiga. O paladar é equilibrado, acentuando-se notas de especiarias e chocolate; tem excelente corpo e estrutura. Apresenta-se potente de sabor/álcool,c om taninos maduros e intensos. Média-alta persistência no retrogosto.


Maior nota de degustador: 93 pontos
Maior média da seleção da mesa: 89 pontos


SOBRE A VINÍCOLA
Fundada em 2008 a Vinícola Almaúnica tem em seu DNA uma paixão secular pelos vinhos. Ela foi criada pelos irmãos gêmeos Magda e Márcio Brandelli, que recebeu a companhia da esposa, Denise, a qual conheceu durante a formação no Curso Superior de Viticultura e Enologia na cidade de Bento Gonçalves. Filhos de Laurindo e Doracy, os irmãos montaram uma empresa que alia a tradição familiar na cultura do vinho com propostas inovadoras, embasadas na vontade de elaborar produtos nos quais se expressa todo o amor e carinho pelas videiras e arte de elaborar vinhos com alegria e prazer.


Os dois pertencem a quarta geração de uma família que nasceu para produzir vinhos. Uma história que começou em 1887, quando o imigrante italiano Marcelino Brandelli chegou a região de Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, trazendo na bagagem a paixão pelas videiras. Após passarem pela vinícola da família, que leva o nome do pai, os dois decidem seguir um caminho próprio.


A Vinícola Almaúnica tem o desejo de elaborar vinhos e espumantes com o máximo de cuidado e dedicação, da videira à garrafa, aliando tradição às técnicas mais modernas de elaboração para consumidores cada vez mais informados e exigentes. Por isso, a Almaúnica foi construída para ser pequena no número de garrafas elaboradas, porém, para se tornar um conceito na elaboração de vinhos finos e espumantes e no enoturismo, com modernidade e os conhecimentos seculares de uma gente que nasceu para isso.


Almaúnica – (0xx54) 3459-1384
contato@almaunica.com.br
www.almaunica.com.br

Os comentários estão desativados.

Mais Notícias



VOLTAR